Mídias Sociais:

Facebook Instagram Youtube
Escolha uma Página

A cirurgia de mastopexia ou levantamento mamário pode ter basicamente três tipos de cicatriz: uma cicatriz circular ao redor da argola quando a queda é restrita a aréola; em forma de pirulito quando o excesso de pele esta ao redor da aréola e horizontal; e em forma de “T” invertido ou âncora, que é o tipo mais comum quando existe uma sobra de pele ao redor da aréola, horizontal e vertical também.

Como foi observado, a cicatriz em T é a mais comum na mastopexia. Isso ocorre para haver um cuidado em manter o maior número possível de ductos lactíferos para poder tentar garantir uma amamentação futura mesmo sabendo que qualquer procedimento cirúrgico na mama pode dificultar essa etapa da amamentação.

Na cirurgia ocorre o levantamento da areola e mamilo e retirada da parte central da mama deixando-a mais estreita e cônica quando se faz a aproximação das partes mais laterais. Nessa aproximação dos pilares laterais a mama pode ficar muito longa, havendo a necessidade de retirar esse excesso inferior.

A cicatriz em formato de “T” é exatamente o resultado final dessas manobras de diminuição do tamanho horizontal e vertical da mama e o novo posicionamento da aréola.

Quer saber mais informações sobre as técnicas apresentadas? Assista ao vídeo abaixo!

WhatsApp
WhatsApp