Mídias Sociais:

Facebook Instagram Youtube
Escolha uma Página

Ao longo dos anos podemos perceber o acúmulo de pele nas pálpebras ou mesmo sua queda. Quando isso é visível, é bem provável que também haja outros defeitos relacionados a harmonia da face. As situações mais comuns são: excesso de bolsas de gordura palpebrais, perda de estrutura óssea, excesso de mímica facial e perda de estrutura das bolsas faciais. Todos esses componentes serão de grande importância para sentir o seu rosto mais equilibrado e harmônico.

O rosto é o nosso cartão de visitas e sofre constantemente com o envelhecimento e marcas de expressão. Assim como estigmas de envelhecimento pelo aumento de papada, rugas e os famosos pés de galinha, o excesso de pele palpebral é uma condição normal com o passar dos anos.

Felizmente, a blefaroplastia e os procedimentos de harmonização facial são alternativas muito eficazes para quem sofre com aspecto de olhos cansados e pálpebras caídas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a blefaroplastia é o 5º procedimento mais buscado em consultórios de cirurgia plástica e cada vez mais está associado a procedimentos de harmonização facial.

Para explicar um pouco mais sobre a cirurgia, separamos 3 vantagens dos pacientes que optam pela escolha. Quaisquer dúvidas, ressaltamos, não substituem uma consulta presencial com o cirurgião plástico que pode auxiliar até mesmo na escolha de realizar a cirurgia ou não. Boa leitura!

1. Dê adeus a suas bolsas de gordura

Uma das principais vantagens está diretamente ligada ao rejuvenescimento facial. Quem faz a blefaroplastia consegue eliminar as tão conhecidas bolsas de gordura que se formam na região das pálpebras.

Sem elas, você conseguirá amenizar a sensação de “peso” das pálpebras e poderá dar um novo visual ao seu rosto. Evidente que, cada caso é diferente. Por isso, não ache que porque um amigo realizou um tipo de procedimento o mesmo pode ser oferecido para o seu caso. A questão é muito mais complexa e envolve um contato direto com seu cirurgião plástico.

A correção do excedente de bolsas palpebrais pode ser realizada tanto para as pálpebras superiores quanto para as inferiores. Atualmente esse procedimento é mais delicado e, em muitos casos, realiza-se mais o reposicionamento ou a retirada controlada do que a retirada ampla como em anos anteriores.  Por se tratar de uma área delicada, é preciso fazer uma análise facial segura que esteja relacionada com as habilidades e prática do cirurgião.

2. Uma face mais equilibrada

Se os olhos são a “janela da alma”, o entorno é a moldura. Outra vantagem de analisar a face em conjunto da blefaroplastia é determinar a necessidade de realizar procedimentos complementares que trazem mais equilíbrio e beleza a região dos olhos ou mesmo a face.

Um procedimento que normalmente está associado e traz inegável benefício é a lipoescultura facial utilizando micro e nano enxertos de gordura em todas as regiões de perda da face. Já, os procedimentos não-cirúrgicos como botox, preenchimentos, bioestimuladores, peelings e tratamentos da pele são outras possibilidades para você chegar o mais próximo da sua melhor versão.

O mais importante nesse momento é saber que o diagnóstico deve ser feito com seu médico. Ele irá avaliar se a blefaroplastia é a melhor opção e quais procedimentos podem ser associados.

3. Tenha cicatrizes discretas

Se você achou que essa ficaria por último porque é a menos importante está enganado. Muitas pessoas se preocupam com cirurgias de face pela extensão que poderia apresentar uma cicatriz após uma blefaroplastia, por exemplo.

Mas, fique tranquilo! As cicatrizes, independente de serem nas pálpebras inferior ou superior, são discretas. Os locais da incisão são marcados cuidadosamente antes da cirurgia. Todos cortes feitos ficarão posicionados nas linhas de expressão dos olhos e face e tem a tendência de apresentarem um bom aspecto final.

Claro que, inicialmente, a região pode apresentar um inchaço natural pela realização de um procedimento. No entanto, após o tempo de repouso que varia de uma semana a 30 dias é possível perceber diferença nas pálpebras e resultados efetivos.

Acreditamos que estas vantagens podem ajudá-lo na tomada de decisão para falar com seu cirurgião plástico.